Publicado em

Como escolher o melhor sistema para Smart TV

Na hora de comprar uma smart TV, a maioria das pessoas pensa no tamanho da tela, na marca e na qualidade da imagem. Claro, a imagem é a principal funcionalidade da TV e é fundamental levar estas questões em consideração. Porém, em um mundo de aparelhos conectados, existe outro fator essencial para escolher a melhor smart TV.

O sistema operacional da smart TV é o meio pelo qual você vai interagir com ela. Cada sistema possui um design, um modo de funcionamento, um tipo de menu, uma loja de aplicativos e uma velocidade diferente. Assim como podemos optar por Windows, Linux ou OS X no computador e Android, iOS ou Windows nos dispositivos móveis, os aparelhos de TV vem com diferentes sistemas operacionais que mudam a experiência do usuário por completo. Além das diferenças de design, há variações no controle remoto, controle por voz ou movimentos, conectividade entre dispositivos, entre outros detalhes.

Os quatro principais sistemas de Smart TV são o WebOS, presente nos aparelhos da LG, o Android TV, utilizado nos aparelhos Sony e Philips, o Tizen, da Samsung, e o Firefox OS, usado nos modelos da Panasonic. Cada um possui seus prós e contras. Por isso, é muito difícil dizer qual é o melhor sistema para Smart TV. Mas é possível escolher bem se você entender como funciona cada um e as principais diferenças entre eles:

WebOS

Smart Tv LG WebOS 3.0

O WebOS é o sistema usado pelas TVs LG. Ele é famoso por ser o campeão em usabilidade, porque funciona de uma maneira bastante intuitiva e é fácil de usar. Isso acontece porque ele foi o primeiro sistema pensado do zero para a televisão. Todos os outros eram sistemas operacionais usados em outros dispositivos (como smartphones), que foram adaptados para funcionar em aparelhos de TV.

O sistema, que é baseado em Linux, foi lançado em 2009 pela Palm, mas não recebeu atenção até ser relançado nas televisões LG em 2014.

Além de ser fácil de navegar, ele é bastante rápido. No Web OS, não existe menus complexos e lentos. A interface é dividida em passado, presente e futuro: um histórico de suas atividades passadas (como o app do Netflix ou o seu smartphone), o que você está fazendo no momento (como o canal que está assistindo), e uma lista com todos os apps e dispositivos instalados na TV que você pode utilizar. Basta navegar na lista e escolher o que você quer fazer.

Como o sistema é multitarefas, é possível alterar configurações do aparelho e navegar no menu sem interromper a exibição do programa. A parte de configuração, normalmente a mais complicada de mexer em televisores, também é mais amigável com um guia intuitivo e um mascote que ajuda a realizar as alterações necessárias.

Um grande diferencial desse sistema é que os aparelhos vem como controle Smart Magic, um controle sem teclado numérico ou botões de setas que funciona similar a um controle de Wii, detectando movimento, e com um scroll como o mouse do computador – nada de ficar horas apertando o mesmo botão para chegar aonde deseja. Além disso, o sistema possui reconhecimento de gestos e voz, sendo possível comandar a TV sem usar o controle.

A versão 3.0, lançado em maio deste ano, permite que o usuário personalize o conteúdo da TV. Isso torna ainda mais fácil acessar os apps, dispositivos e canais preferidos. A nova versão vem com a ferramenta Magic Mobile Connection que permite o compartilhamento dos conteúdos do seu smartphone de maneira bastante simples.

O grande porém do WebOS é a pouca variedade de aplicativos. Como o sistema é usado apenas em televisores LG, menos desenvolvedores fazem aplicativos para o sistema. As atualizações dos apps (mesmo dos mais famosos) também podem demorar mais. Porém, o sistema oferece uma série de filmes e séries em resolução 4k para assistir de graça.

Modelo destaque WebOS

[busca-oferta category=”tv” brand=”LG” reference=”55UH6500″]

Esta Smart TV LG 55 polegadas tem um painel IPS de resolução Ultra HD – são 8 milhões de pixels formando a imagem que você assiste na tela. Ela possui a tecnologia HDR Pro, que calibra o brilho, contraste e cores das cenas. Possui também o ColorPrime PRO, que reproduz uma gama de cores maior que as concorrentes, oferecendo uma imagem ainda mais vívida.

A funcionalidade Ultra Luminância melhora o contraste e o brilho da televisão sem gastar mais energia. O que acontece é que a TV transfere a carga elétrica gerada nas áreas escuras da tela para as áreas claras, aumentando o brilho do painel sem gastar mais energia.

Essa smart TV LG vem equipada com o sistema operacional Web OS 3.0. Esse sistema é capaz de se conectar no modo wireless com quatro dispositivos ao mesmo tempo, e vem acompanhada do controle smart magic. Para completar, ela possui o Magic Zoom, para você ver os detalhes mais de perto, e o Magic Sound Tunning, que calibra o som com base no som do ambiente.

Android TV

Smart Tv Android Tv

O Android TV é o sistema operacional do Google, ultra famoso por causa dos celulares e tablets com o sistema. O sistema possui dois grandes diferenciais: o Google Now e o Google Play. O Google Now é o assistente inteligente do Google que funciona perfeitamente na TV, permitindo que o usuário não só encontre conteúdos utilizando a voz, mas pesquise informações do dia a dia, como previsão do tempo, apenas conversando com o aparelho de TV.

Já o Google Play – a loja de aplicativos do Google usada nos smartphones e tablets com Android e no navegador Google Chrome – é a arma secreta do sistema. Por já ser uma loja muito bem estabelecida, com milhares de apps e usuários, o sistema possui muitos aplicativos. Claro, a maioria são adaptações de apps de smartphone para a TV, assim como há adaptações de app de smartphone para tablet. Ainda assim este é um grande diferencial, pois todos os outros sistemas sofrem com a falta de aplicativos.

O design do sistema vem sendo muito elogiado. O conteúdo dessa smart TV – seja aplicativo, canais ou dispositivos – é disposto em blocos em uma linha horizontal, como no Netflix. A navegação é muito simples, basta navegar para os lados e encontrar o conteúdo que você deseja acessar.

O sistema também é uma boa escolha para quem utiliza outros gadgets com Android, pois a integração é feita com rapidez e funciona muito bem. Além de alguns aplicativos mal adaptados dos dispositivos móveis para TV, o maior porém deste sistema é que está disponível apenas nos aparelhos da Sony e da Philips.

Modelo destaque Android TV

[busca-oferta category=”tv” brand=”Sony” reference=”XBR-55X855C”]

Esta smart TV Sony é um top de linha: tela de LED de 55 polegadas com resolução Ultra HD e Tecnologia X-Reality Pro 4k, que faz o Upscalling do conteúdo Full HD aproximando da qualidade 4K. O aparelho possui Motionflow 960, que mostra até 8 vezes mais quadros por segundo – ideal para quem ama ação e esportes. A tela Triluminos oferece cores mais reais e vivas e, para completar, o modelo possui um processador X1, exclusivo da Sony, que processa as imagens 4K com extrema fidelidade e navega na internet com agilidade.

Tizen

Smart Tv Samsung Tizen

O Tizen é um dos sistemas mais recentes. Ele foi anunciado pela Samsung na CES 2015 (maior feira de tecnologia do mundo). Ele é um sistema de código aberto desenvolvido pela Linux Foundation em parceria com a Samsung, Intel e a Panasonic. Ele é utilizado em quase todos os produtos da marca, como relógios, geladeiras e televisões.

Ele possui um design clean, com os ícones mais importantes e mais utilizados na parte inferior da tela. Uma das funcionalidades mais legais do sistema é que ele distribui o sinal da TV por Wi-Fi e Bluetooth mesmo quando a TV está desligada ou sendo usada para outro fim, como vídeo game.

O sistema é muito veloz e permite navegar na internet com rapidez. Além disso, ele pode ser controlado por voz e gestos. Assim como o WebOS e o Firefox OS, ele sofre um pouco com o reduzido número de apps. Porém, há bons aplicativos como Netflix, Youtube. Existe também o navegador exclusivo do sistema e o Samsung Smart TV games – uma plataforma de streaming de jogos exclusiva da Samsung que permite que o usuário jogue os games mais famosos sem a necessidade de um console.

Modelo destaque Tizen: Samsung KU6300

melhor smart tv samsung

Este modelo da Samsung oferece uma tela curva de LED de 55 polegadas com resolução Ultra HD que promete uma experiência de imersão. Ela possui várias tecnologias para melhorar ainda mais a imagem, como o novo padrão de brilho e contraste HDR Premium e o Upscalling que converte a resolução das imagens.

O seu sistema Tizen dá acesso aos principais apps do mercado e possui um app de streaming de jogos da Samsung. Com ele, é possível jogar os games mais famosos direto na TV, sem necessidade de console. Para completar, ela traz um processador Quad-Core, que garante um alto desempenho na imagem, jogos e navegação.

Firefox OS

Smart TV Panasonic Firefox OS

É o sistema da Mozilla, criadora do navegador de internet Firefox, usado nos aparelhos da Panasonic. O Firefox OS é um sistema de código aberto baseado em Linux kernel. Ele é reconhecido pela sua rapidez e é considerado o mais bonito dos sistemas disponíveis. Seu layout é simples e apresenta o conteúdo em círculos coloridos com canais, apps e dispositivos. O mais interessante é que ele é muito fácil de customizar, sendo possível criar atalhos de seus canais e programas favoritos na página principal, personalizando o sistema para o seu estilo de uso.

Ele possui uma boa integração com dispositivos como smartphones, tablets e notebooks. Entre os destaques do sistema, está o controle por voz, que é bem avaliado entre os especialistas, e as notificações de apps, que aparecem sem atrapalhar a transmissão, como em um smartphone.

O sistema tem dois poréns: a pouca variedade de aplicativos (assim como os demais sistemas de SmartTV) e a insegurança se o sistema irá continuar existindo por muito tempo. O que acontece é que recentemente os smartphones com o Firefox OS foram descontinuados deixando os usuários “na mão”.

Modelo destaque Firefox OS/h4>

[busca-oferta category=”tv” brand=”Panasonic” reference=”TC-55CX640B”]

Este modelo da linha Viera possui uma tela de 55 polegadas com imagem Ultra HD. Tem as tecnologias de Upscalling e Hexa Chroma de imagem, que adiciona 3 cores complementares ao sistema de cores RGB, criando imagens mais ricas e de alta fidelidade. Essa smart TV possui um processador Quad-Core Pro, que garante uma navegação ágil e um processamento de imagem de alta qualidade.

Ela oferece frequência de 120Hz, podendo alcançar até 960Hz com a tecnologia BMR (Back Light Motion Rate) de iluminação traseira. O sistema Firefox OS permite uma personalização do aparelho para tornar a experiência ainda mais confortável.

Qual a melhor smart TV?

Claro, você não vai comprar uma TV apenas em função do sistema operacional. Você ainda precisa levar em conta o tamanho da tela, a resolução, a qualidade de imagem, a reputação do fabricante, entre tantas outras características, mas não deixe de colocar o sistema operacional na lista de prós e contras quando for tomar sua decisão. E é nisso que o Assistente de Compras poderá te ajudar: entendendo o seu perfil e demanda para recomendar a melhor smart TV para você 😉

Procurando uma TV nova?

Acesse o Assistente de Compras

Leia também:

Smartphone e Smart TV precisam ser compatíveis?
Comprar televisão: Como escolher
Melhor marca de TV e Smart TV

Publicado em

WebOS: o sistema das smart TVs LG

SmartTVs já estão no mercado há alguns anos, mas a maioria das pessoas ainda tem muitas dúvidas em relação a elas, principalmente quando se trata dos sistemas operacionais disponíveis. Assim como alguns celulares rodam Android, outros Windows Phone e os da Apple funcionam com o iOS, as televisões funcionam com diferentes sistemas. Por isso, vamos fazer uma série explicando as principais opções do mercado: Android TV, Firefox TV, Tizen e WebOS.

Sobre o sistema WebOS:

web os smart tv lg
O sistema operacional WebOS é o usado nas TVs LG. Ele é conhecido por ser muito rápido e ser o campeão em usabilidade, funcionando de uma maneira bastante intuitiva com uma interface amigável. O sistema baseado em Linux foi lançado pela Palm em 2009, mas não recebeu atenção até ser relançado pela LG em 2014.

Ele é o mais diferente dos sistemas para SmartTVs pois foi completamente redesenhado pensando em como as pessoas utilizam TV. O intuito é simplificar o processo e acabar com menus complexos e lentos. No WebOS, existe um único menu, onde o usuário pode acessar dispositivos conectados a entradas USB, HDMI e aplicativos como Netflix e Youtube.

Saiba mais sobre smart TVs:

Devo comprar uma TV 4K?
TV curva ou de tela plana?
Melhor sistema operacional smart TV: como escolher

A interface é dividida em três partes: passado, presente e futuro. O “presente” mostra o que você está fazendo no momento. O “passado” é um histórico de suas atividades anteriores, como vídeos assistidos no YouTube e no Netflix. A parte “futuro” mostra uma lista com todos os apps instalados na TV, ou seja, todas as possibilidades que você tem no aparelho. Basta navegar pela lista e selecionar o que você quer fazer a partir dali.

O sistema é multitarefas, sendo possível alterar configurações da TV e navegar no menu sem interromper a exibição. A parte de configuração, normalmente a mais complicada de mexer, também é mais amigável com um guia intuitivo e um mascote que ajuda a realizar as alterações necessárias.

O controle, chamado Smart Magic, também é diferente na TVs com WebOS. Esqueça o controle tradicional de televisores – este não tem teclado numérico ou botões de setas para ficar pulando de ícone para ícone na tela. Ele é similar ao Wii, com um cursor que aparece na tela quando o usuário faz o movimento, tem poucos botões e um scroll, similar ao mouse do computador.

Além disso, as TVs WebOS oferecem uma grande quantidade de filmes e séries em 4k de forma gratuita e conta com comandos de voz e gestos.

A terceira versão, o WebOS 3.0, foi lançado em maio de 2016. Ela trouxe avanços na usabilidade e no design, tornando ainda mais fácil de explorar as potencialidades da SmartTV. Entre os destaques da nova versão estão a personalização do conteúdo, com uma maneira mais fácil de acessar os conteúdos de interesse do usuário; o Magic Mobile Connection, que permite o compartilhamento dos conteúdos do seu smartphone de maneira simples; uma nova versão do Smart Magic e o Magic Zoom, que permite que os usuários ampliem partes da tela, sem perder qualidade de imagem.

Apesar de ser campeã em usabilidade, o WebOS tem um grande porém. Como o sistema é usado apenas em aparelhos LG, menos desenvolvedores fazem aplicativos compatíveis e as atualizações dos apps (mesmo dos mais famosos) pode demorar mais.

TVs com WebOS para comprar já!

Estes são três modelos de Smart TV LG utilizam o sistema WebOS. O primeiro modelo tem 42 polegadas tela LED Full HD e com 3D. Pode ser um modelo ideal para quem não tem grandes exigências de imagem e áudio e prefere não investir muito.
[busca-oferta category=”tv” brand=”LG” reference=”42LF6400″]

O segundo modelo é de 49 polegadas com tela 4K Full HD e também tem 3D, assim como o modelo seguinte da lista, uma Smart TV LG de 65 polegadas:

[busca-oferta category=”tv” brand=”LG” reference=”49UF8500″]

[busca-oferta category=”tv” brand=”LG” reference=”65UG8700″]

RESUMO

Pró: Campeão em usabilidade, sendo simples, rápido e intuitivo.
Contra: pouca variedade de apps.

Ok, solucionada a questão do sistema operacional, vamos entender as outras características da sua nova TV. Quantas polegadas? É uma TV curva 4K? Para resolver tudo isso, acesse o Assistente virtual Shoptutor e encontre uma recomendação de TV personalizada para você:

Encontre Sua TV Ideal!