Publicado em

Vale a pena investir em um notebook com memória SSD?

Apesar da memória SSD não ser uma tecnologia nova, apenas agora ela está se tornando popular nos notebooks. Aos poucos, aparecem cada vez mais modelos com memória SSD ao invés do tradicional HD. Isso acontece principalmente em modelos leves e rápidos como os ultrabooks.

O que é SSD?

O SSD (solid-state drive), conhecido também como discos de estados sólidos, é uma tecnologia de armazenamento de dados assim como o HD. Ele é uma peça só, sem partes móveis, que é conectada por circuitos eletrônicos, onde os dados são gravados eletricamente em chips de memória flash – como um pendrive. Os HDs funcionam diferente. Eles armazenam os dados em um prato magnético que são lidos por um braço mecânico que percorre o disco para ler e escrever dados, similar a uma vitrola lendo um disco de vinil.

memória ssd vale-a-pena
A estrutura diferenciada do SSD, sem partes mecânicas, consegue acessar os dados salvos nos chips de memória flash muito mais rapidamente que os HDs. Eles conseguem realizar leituras em uma velocidade de 700MB/s e gravações de 250MB/s.

A rapidez da memória afeta o uso do computador como um todo. Os modelos com memória SSD iniciam muito mais rápido que os modelos com HD, demorando cerca de 10 segundos ao invés de mais de 1 minuto como os aparelhos tradicionais. Além disso, abrir qualquer programa ou arquivo é muito mais rápido com SSD. Um HD demora cerca de 10 ou 15 milissegundos para acessar um arquivo, um SSD faz a mesma tarefa em 0,1 milissegundos.

Além de serem mais rápidos, a ausência de partes mecânicas torna os SSDs mais resistentes que os HDs, pois não estão sujeitos a problemas mecânicos. Se você balançar um notebook de maneira forte, o braço mecânico do HD pode danificar o prato magnético, perdendo arquivos. Isso não acontece no SSD.

Leia também:

8 modelos de notebook para quem precisa de mobilidade
As melhores marcas de notebook no mercado
Como escolher entre um notebook, netbook ou ultrabook?

A estrutura diferenciada também quase não possui vibrações, tornando este tipo de armazenamento totalmente silencioso e muito menos quente. A tecnologia com memória flash ainda é menor e mais leve que os discos rígidos – enquanto um HD pesa cerca de 500g, SSDs pesam menos de 90g. Eles tem consumo de energia reduzido e conseguem trabalhar em ambientes mais quentes do que os HDs. São características ideais para modelos leves ultraportáteis como os ultrabooks.

Claro, uma tecnologia nova e tão superior custa muito mais caro. Os modelos com SSD oferecem muito menos capacidade de armazenamento por um preço alto. Enquanto é possível encontrar modelos com HD de armazenamento de 1TB por menos de R$ 2 mil, há modelos com SSD que oferecem 32GB de armazenamento custando R$ 1 mil e modelos de 256GB por mais de R$ 3 mil.

Vale a pena investir na memória SSD?

Os problemas de preço e capacidade de armazenamento devem ser superados nos próximos anos, com o desenvolvimento e popularização da tecnologia. Enquanto isso, é preciso entender se a memória SSD vale a pena para você.

Se você precisa de um notebook para levar para diferentes lugares, uma opção com memória flash pode ser uma boa ideia. Eles são menores, mais leves, possuem maior autonomia de bateria e são mais resistentes a quedas.

Porém, se você não costuma mover muito o seu notebook e precisa de bastante espaço para armazenar músicas, vídeos e fotos, pode ser melhor optar por um modelo com HD e esperar a tecnologia SSD baratear e oferecer mais espaço.

Resumo

Prós: mais rápido para ler e gravar dados, mais resistente, consome menos energia, possibilita computadores menores, mais leves e mais silenciosos.
Contras: Ainda oferece pouco espaço para armazenamento e são caros.

Está procurando um Notebook novo?

Encontre o modelo certo para você com o Assistente de Compras
Eu quero!

Publicado em

O que é um ultrabook?

A medida que a tecnologia avança, há cada vez mais opções de eletrônicos para escolher. Comprar um computador não é mais tão simples com tantos termos: desktop, notebook, netbook, macbook, Chromebook, ultrabook, híbridos. Se você não ficar atento, é fácil se confundir e fazer uma má compra. O mais recente termo tem levantado dúvidas: afinal, o que é um ultrabook?

Como sempre, a questão não é se o modelo é bom ou ruim, mas se é adequado para as necessidades pessoais do usuário. O Ultrabook é um tipo de computador com ótima reputação, mas será que é indicado para você?

o que é um ultrabook

O que é um ultrabook?

O termo Ultrabook foi criado pela Intel em 2011 para concorrer com o MacBook da Apple – conhecido por ser leve e potente. Na prática, o Ultrabook é um selo dado pela Intel a notebooks que seguem uma série de requisitos: como rapidez, autonomia de bateria e alta mobilidade (leve e fino).

Os requerimentos da Intel são atualizados frequentemente, mas os aparelhos precisam trazer um processador da Intel, rodar o sistema operacional Windows. Além de ser leve e fino (com até 23mm de espessura) e ter autonomia de bateria de pelo menos 5 horas – apesar de existir opções que duram até 10 horas.

A proposta é que os ultrabooks sejam aparelhos extremamente fáceis de carregar de um lugar para o outro. Além disso, devem ser capazes de fazer todas as tarefas básicas (ligar, desligar, abrir programas, rodar aplicações simples) com rapidez. O problema é que, como a Intel exige aparelhos finos e leves, eles não oferecem o melhor hardware do mercado.

Os ultrabooks normalmente trazem menos memória RAM do que notebooks concorrentes, placa de vídeo com memória compartilhada com a placa mãe e menos espaço para armazenamento. Ou seja: são máquinas rápidas para tarefas do dia a dia, mas podem apresentar problemas para programas e jogos pesados.

Leia também:

Melhores marcas de notebook
Notebook, netbook ou ultrabook: como escolher?
Notebook leve e fino: 8 modelos para quem precisa de mobilidade

Se você precisa de um computador fácil de transportar e precisa realizar apenas tarefas simples, como navegar na internet, editar texto e ouvir música, um ultrabook pode ser um ótima opção. Porém, se você trabalha com edição de imagens e gosta de games com gráficos elaborados, melhor optar por outro modelo.

Além disso, os ultrabook não costumam ser aparelhos baratos, com os mais simples sendo vendidos a partir de R$ 3 mil e podendo custar até R$ 8 mil. No último ano, os ultrabooks híbridos estão se tornando mais comuns, com tela touchscreen e opção para transformar o notebook em tablet. Reafirmando o conceito de mobilidade e rapidez.

Ultrabooks selecionados:

Ultrabooks Asus

Estes modelos de Ultrabook da Asus vem com Windows 8 e tela touch de 13.3 polegadas.

[busca-oferta category=”notebook” brand=”Asus” reference=”UX301LA-DE055H”]

[busca-oferta category=”notebook” brand=”Asus” reference=”UX301LA-C4054H”]

[busca-oferta category=”notebook” brand=”Asus” reference=”UX302LG-C4029H”]

Procurando um Notebook novo?

Acesse o Assistente de Compras!