Publicado em

Como escolher um bom smartphone?

O smartphone é sem dúvida o eletrônico mais complexo que existe. É um computador potente dentro de um corpo pequeno, que precisa ter uma tela de qualidade, ser leve, ter um design atraente, ser resistente, uma conexão com a internet veloz, boa autonomia de bateria e tirar fotos incríveis. É uma máquina complexa e uma tecnologia que evolui com extrema rapidez. Não é à toa que os principais fabricantes lançam novos modelos com tecnologias inovadoras todos os anos e muitas pessoas trocam de aparelho anualmente. É um mercado em rápida evolução e extremamente competitivo – difícil de acompanhar. Mas calma, vamos te ajudar a entender qual o melhor smartphone para você!

Para escolher o smartphone ideal, você precisa entender qual o seu perfil de uso e quais as suas prioridades no aparelho. Você quer uma câmera potente? Ou hardware de alta performance? Você precisa de uma tela grande e de alta resolução para ver filmes? Ou prefere um aparelho leve e prático para carregar no bolso?

Pense nas suas prioridades no uso e analise as características abaixo para encontrar qual o melhor smartphone para você:

Tamanho de tela:

escolher tamanho smartphone
Os celulares possuem telas de diferente tamanhos, desde os pequenos de 3.5’’ até os phablets com mais de 5’’, podendo chegar até 6’’. Lembrando que uma polegada é igual a 2,54 cm e o tamanho de tela é medido na diagonal, do canto direito inferior para o canto esquerdo superior.

O tamanho de tela interfere muito no uso do celular. Uma tela grande será boa para ver vídeo e jogar games, além de ser mais confortável de digitar. Por outro lado, uma tela grande exige um smartphone grande, que pode ser ruim de segurar apenas com uma mão, não caber no bolso e ser muito pesado.

Tipo de tela:

telas de smartphone
Talvez mais importante que o tamanho da tela, seja verificar o tipo de tela para saber qual o melhor smartphone pra você. O tipo de tela vai ser responsável por criar imagens com brilho, contraste e cores mais reais. Há várias tecnologias de tela, desde as LCD, OLED, AMOLED, Super AMOLED e IPS. As telas LCD utilizam cristais líquidos e uma camada de luzes por trás (normalmente de LED). As IPS são telas de LCD que utilizam uma tecnologia para organizar o cristal líquido de forma que a reprodução de cores fica mais fidedigna e melhora o ângulo de visão.

A tela OLED utiliza Diodos Orgânicos no lugar dos cristais e não precisam de backlight para emitir luz, já que os compostos orgânicos emitem sua própria luz. Por isso, a tela consome menos bateria e produz cores com maior fidelidade e contraste. A tela AMOLED utiliza a mesma tecnologia, mas a cor preta é “criada” com diodos desligados, o que torna o contraste ainda melhor.

Resolução:

resolucao
A resolução tem a ver com quantidade de pixels – a menor unidade de informação de uma tela, que emite apenas uma cor. Há telas de 128×128 pixels – extremamente baixas. Assim como há opções com resolução 4K (3840 x 2160). Em geral, uma resolução alta é melhor pois uma quantidade grande de pixels cria imagens mais nítidas. Porém, na verdade, o que torna uma imagem mais nítida e faz com que não seja possível ver o “quadriculado” dos pixels é a densidade de pixel.

Um resolução 3840 x 2160 faz todo diferença em uma TV com tela grande. Porém, em um smartphone, é difícil perceber a diferença entre uma tela Full HD e 4K. Para espremer tantos pixels em um espaço tão pequeno eles se tornam tão pequeno que o olho humano não é capaz de perceber.

Seguindo essa lógica, os smartphones da Apple não usam os padrões HD (1280 x 720 pixels), Full HD (1920 x 1080 pixels) e 4K. Eles utilizam 326 ppi (pixels per inch) – uma densidade de pixel que supera a capacidade de distinção do olho humano. A quantidade de pixels em si varia de acordo com o tamanho da tela, mas sempre mantendo os 326 ppi.

Câmera:

camera smartphone
As câmeras dos smartphones estão ficando cada vez melhores e mais complexas. O número de megapixels é importante, pois determina o número de pixels que a imagem vai ter. Além disso, é importante levar em consideração a abertura, representada pela letra “f”, que determina o tamanho do obturador e a quantidade de luz que irá entrar; a velocidade, que determina o tempo que o obturador fica aberto; o ISO, que é a sensibilidade do sensor da câmera; e o foco, que pode ser por contraste ou laser – sendo o segundo mais rápido e nítido.

Ainda há outras tecnologias extras que alguns modelos oferecem como HDR, que ajuda a registrar imagens com intensidade de luz diferentes; a estabilização eletrônica ou óptica de imagem, que tenta evitar imagens tremidas e sem foco; as lentes, que podem ser de melhor ou pior qualidade; a resolução de gravação de vídeo.

Leia também:

Os 7 melhores smartphones para viajantes
Smartphone e TV precisam ser compatíveis?
Os smartphones com as melhores câmeras do mercado

Processador:

processador smartphone
O processador é o cérebro do aparelho, fundamental para que o smartphone funcione com agilidade e fluidez, sem lentidão e sem travar. Para escolher um bom processador, você precisa analisar o número de núcleos que o processador possui (dual core, quad core, octa core) e a velocidade dele, que pode ser 1 GHz, 1.5 GHz. Em ambos os casos, quanto mais melhor.

Memória RAM:

smartphone memoria ram
Junto com o processador, a Memória RAM é a principal especificação relacionada ao bom funcionamento do smartphone. É a memória RAM que armazena os programas e arquivos que estão abertos e permite que eles rodem com rapidez. Um celular com menos de 1 GB de RAM deve apresentar bastante lentidão. Em geral, os smartphones intermediários estão equipados com memórias de 2 GB.

GPU (Placa de vídeo):

gpu smartphone
Alguns smartphones possuem placas de vídeo, normalmente descrita como GPU. Um smartphone equipado com GPU possui melhor renderização de gráficos, com imagens mais fieis e velozes. Um smartphone com GPU é interessante para quem gosta de jogar games no celular ou ver vídeos em alta resolução.

Armazenamento:

micro sd smartphone
O armazenamento do celular vai ser responsável por guardar os aplicativos, fotos, músicas e vídeos que você tiver. A importância de uma capacidade grande de armazenamento vai depender do seu estilo de uso. Se você gostar de ter muitos apps e muitas músicas no celular e não tem paciência para ficar passando as fotos para o computador para deletar do aparelho, você precisa de muitas gigas disponíveis.

Atualmente, a maioria dos celulares aceitam cartão microSD, que normalmente expande o armazenamento em até 128g, então é possível resolver o problema de “pouco espaço” com facilidade. Porém, é importante ficar atento a modelos que não aceitar cartão de memória, como o iPhone.

Sistema operacional:

sistemas smartphone
Os smartphones podem vir com três sistemas operacionais: iOS, Android e Windows Phone. O iOS é o famoso sistema operacional da Apple e está presente apenas nos iPhones. Ele é intuitivo e ágil, mas bastante restrito em termos de personalização. O Android é o sistema mais utilizado no mundo, com maior número de aplicativos e facilmente customizável. Infelizmente, ele também é o mais vulnerável à vírus. O Windows Phone é o mais recente e menor em número de usuários, ele possui uma interface bastante diferenciada e ótima integração com os programas da Microsoft. Para saber qual o melhor smartphone destes três, analise o que é mais importante para você.

Bateria:

bateria smartphone
A capacidade de armazenamento de uma bateria é medida em miliamperes (mAH) – quanto mais, melhor. Porém, mais do que o número, é preciso levar em consideração se o modelo consome muita bateria. Um smartphone com tela maior, painel LCD e um processador potente deve gastar mais bateria que um smartphone mais básico.

Os smartphones intermediários mais recentes estão equipados com bateria de pelo menos 2900 mAh.

Resistência:

smartphone resistente
Por ser um aparelho móvel, o smartphone sofre muito com quedas, umidade e sujeira. Em função disso, estão surgindo modelos resistentes à água (o que quer dizer que sobrevive a uma água derramada, não que pode tirar fotos em baixo d’água), à prova d’água e resistentes à poeira. Além disso, há telas resistentes a choques, como as Gorilla Glass e a nova Moto ShatterShield. Estas telas não devem quebrar ou rachar – ideal para os mais distraídos.

Qual o melhor smartphone?

Essas são as principais características de um smartphone. É importante conhecer estes pontos para saber como escolher o melhor smartphone para você e o primeiro passo é entender o que é importante para o seu perfil de uso e por quais tecnologias vale a pena pagar. Depois, também é importante levar em consideração o design – que normalmente é uma escolha bastante pessoal. Boas compras!

Está procurando um Smartphone novo?

Deixe seu email e seja convidado para o pré-lançamento do Assistente para Smartphones!
[mc4wp_form id=”168075″]

Publicado em

Android, iOS ou Windows Phone – Qual o melhor smartphone?

Na hora de procurar o melhor smartphone, as pessoas costumam se preocupar com a marca, o hardware e o design, mas dificilmente analisam os sistemas operacionais. Só que o sistema operacional é o principal responsável pela experiência do usuário! Ele é o canal de interação do usuário com o aparelho e pode fazer toda a diferença em relação a agilidade do aparelho e a disponibilidade de aplicativos.

Se fosse possível utilizar o mesmo modelo de celular com iOS, Windows Phone e Android, daria pra perceber como o sistema operacional muda a experiência do usuário. Um sistema oferece mais aplicativos, enquanto outro disponibiliza apps mais confiáveis. Um possui um assistente pessoal mais inteligente e o concorrente é menos vulnerável a vírus. Ainda tem aquele que é super personalizável e a outra opção que é completamente fechada.

Cada um dos três sistemas operacionais possuem suas características próprias e combinam mais com um tipo de usuário. Conheça melhor os três grandes sistemas operacionais de smartphone e entenda qual se adequa melhor ao seu perfil:

Smartphones Android

android smartphone

O Android é o sistema operacional do Google, campeão em número de usuários – há mais de um bilhão de aparelhos ativos com o sistema! O Android possui código-fonte aberto e é licenciável, então qualquer fabricante que atender os pré-requisitos do Google pode utilizá-lo. Por isso, ele é utilizado em celulares de diversos fabricantes como Samsung, Motorola, LG, Sony e Asus.
É possível encontrar o sistema Android em um modelo de entrada, como um Positivo S420, que custa menos de R$ 300, e o no Galaxy S7, o top de linha da Samsung, que custa R$ 2,8 mil.

O Android é facilmente personalizável – um grande ponto a favor para quem gosta de organizar as coisas do seu jeito. É possível mudar temas, fontes, ícones, cores, teclados, etc. Além disso, os fabricantes costumam adaptar o sistema, criando uma versão para os seus aparelhos – o que quer dizer que você pode encontrar diferenças no sistema de um celular Samsung e um Motorola.

Os smartphones Android trazem o assistente pessoal Google Now. O usuário pode falar com ele dizendo o comando de voz “Ok, Google” e fazer perguntas, pedir recomendações, lembretes e controlar atividades, como ligar para um contato.

google now

O sistema é atualizado frequentemente (muitas vezes para ser mais seguro contra esses vírus), mas como as atualizações são liberadas pelos fabricantes, podem demorar mais em alguns modelos. Além disso, se você possui um smartphone básico, deve ter problema para rodar a versão mais recente do sistema, assim como os aplicativos mais modernos.

Aplicativos Android

A interface do Android é bastante intuitiva. Alguns aplicativos (o usuário escolhe quais) ficam expostos em ícones na tela principal, como programas na área de trabalho de um computador. Os outros, podem ser encontrados ao selecionar a área de apps, que normalmente é acionada no ícone de círculo com seis pontos, que costuma ficar na parte inferior da tela. As configurações de internet, alarmes, brilho de tela, GPS e outros ficam na parte superior da interface, bastando “puxar” a aba superior com o dedo. As notificações de aplicativos aparecem na tela e depois também permanecem nessa aba superior.

Por ser o maior sistema operacional, ele também é o que possui maior número de aplicativos, incluindo milhares de opções gratuitas que são baixados através do Google Play – a loja de apps do Google. Por oferecer mais opções de apps, ele também é o sistema mais vulnerável a softwares maliciosos e vírus – assim como o Windows é o sistema operacional para computadores mais vulnerável.

iOS

ios sistema
O iOS é sistema operacional da Apple e é utilizado exclusivamente nos aparelhos mobile da marca. Ele é famoso por seu design consagrado, intuitivo, bonito e extremamente rápido. Claro, esta agilidade não é mérito apenas do sistema, mas do aparelho em si: o iPhone da Apple é um celular top de linha de alta qualidade.

Certamente você não terá problema de lentidão se comprar uma das últimas versões. Porém, se você estiver utilizando um modelo antigo, pode ter tantos problemas quanto um usuário que possui um modelo de entrada com Android. Além disso o preço costuma ser uma grande barreira para os consumidores: os modelos mais recentes costumam ser vendidos por quase R$ 3 mil.

Como o sistema é desenvolvido especialmente para iPhones, a compatibilidade entre o sistema e o aparelho é perfeita – o que pode não acontecer no Android. A atualização do sistema é extremamente confiável. O iOS é atualizado várias vezes ao ano e é distribuído em todos os aparelhos da marca, com exceção dos mais antigos (4 ou anterior).

O iOS possui o assistente inteligente Siri, que é capaz de receber comandos de voz para criar lembretes, alarmes, passar informações, pesquisar na internet e fazer atividades no smartphone.
siri ios

Um dos grandes poréns é que o sistema não é nada personalizável. A Apple costuma ter uma política bastante rígida em seus aparelhos e não é possível modificar muitas coisas no IOS – apenas o fundo de tela e a ordem dos apps. Do mesmo modo, os iPhones tem dificuldade para “conversar” com dispositivos e equipamentos que não sejam da Apple (que costumam ser bastante caros).

Esta política “fechada” da marca também dificulta a transferência de arquivos. Para transferir músicas para o smartphone, é preciso utilizar o iTunes, da Apple. Outro problema é que os iPhones não tem compatibilidade com cartões de memória MicroSD. Ou seja, o armazenamento não é expansível.

Aplicativos iOS

A App Store (loja de aplicativos do iOS) possui menos aplicativos que a Google Play, mas possui vários apps exclusivos e de melhor qualidade, já que a Apple é mais criteriosa na hora de aprovar um novo software em sua loja. Em função disso, o IOS é menos vulnerável a vírus e softwares maliciosos.

A interface é similar a do Android. Na verdade, a do Android é similar a do iOS, já que o iOS veio primeiro. Ele também dispõe os ícones dos aplicativos na tela principal e configurações na aba superior, porém, os detalhes do design do sistema são diferentes.

Windows Phone

widnows phone
O Windows Phone é o sistema operacional da Microsoft e o mais recente dos três, lançado em 2010. Apesar de não ser código aberto, ele também é licenciável e pode ser encontrado em celulares de diferentes marcas, como o Lumia, HTC e LG. Um diferencial é que a Microsoft é mais exigente que o Google em relação ao hardware e não permite que smartphones de baixa qualidade utilizem o sistema.

O sistema é bastante intuitivo, mas, se o usuário está acostumado com Android ou IOS, exige um pouco de treino para utilizar, já que possui uma interface diferente dos outros sistemas. Ela é composta por grandes blocos quadrados que podem ser aplicativos, arquivos, sub menus, entre outros. Estes blocos são customizáveis – sendo possível escolher quais conteúdos e apps você deseja ver primeiro e ter acesso rápido.

Cortana é o assistente pessoal da Microsoft, que trata o usuário pelo nome e responde dúvidas do usuário como clima, reservas, e notificações via áudio. A Cortana possui basicamente as mesmas funções do Google Now, informando o usuário de temas do seu interesse, respondendo dúvidas e realizando atividades através de comandos de voz.
cortana windows

Aplicativos Windows Phone

A última versão do sistema (Windows 10) é completamente integrada a aplicativos usados em outros dispositivos como Xbox, Cortana, Pacote Office e outros. Ou seja, se você é um usuários destes programas, poderá sincronizar eles no seu smartphone.
O Windows Phone possui bem menos aplicativos do que as outras duas opções de sistemas – apesar de possuir a maior parte dos aplicativos mais famosos ou ter opções compatíveis.

Qual o melhor smartphone?

É fácil perceber que não há como afirmar que um sistema é melhor que o outro – ou mesmo qual o melhor smartphone. Essa escolha depende do perfil do usuário e de quais são suas prioridades. Se você quer um sistema que não irá lhe causar problemas e não se importa com o fato de não poder personalizar o smarpthone – e nem com investir um valor alto no aparelho, o iOS pode ser a melhor opção.

Porém, se você quer um sistema intuitivo ,com muitas opções de apps e liberdade para customizar seu aparelho, o Android é mais indicado. Caso você seja um usuário dos programas da Microsoft ou queira um sistema diferente, que oferece um bom meio termo em relação à proteção contra vírus e personalização, o Windows Phone pode ser a melhor opção.

Leia também:

Os 7 melhores smartphones para viajantes
Smartphone e Smart TV precisam ser compatíveis?
Os smartphones com as melhores câmeras do mercado