Publicado em

Preciso comprar um eletrônico mas não tenho dinheiro – e agora?

Smartphones, tablets, notebooks e televisões se tornaram essenciais na nossa vida, mas podem ser bastante caros. Se você precisa de um aparelho novo, seja porque o seu antigo foi roubado, estragou ou qualquer outro motivo, é preciso se planejar antes de comprar.

É possível encontrar smartphones e tablets básicos a partir de R$ 300 e os top de linha podem chegar a R$ 5 mil. Notebooks variam de R$ 1 mil a R$ 20 mil. Aparelhos de TVs de 20 polegadas podem ser encontrados por R$ 600, mas os modelos de gigantes de luxo passam os 100 mil dólares.

É fundamental comprar um modelo que você tenha capacidade de pagar para evitar endividamentos. Porém, ao mesmo tempo, não adianta comprar um aparelho super barato que não irá suprir suas necessidades ou ele pode se tornar obsoleto em pouco tempo. A melhor compra é escolher um eletrônico de acordo com o seu perfil.

comprando-eletronicos

Cada tipo de eletrônico tem uma série de especificações técnicas que é preciso levar em conta, como tamanho, tela, processador, marca, etc. Com o Assistente de compras Shoptutor, basta responder algumas perguntinhas para saber qual o modelo com maior afinidade com você e sua demanda.

Se você não tem dinheiro para comprar um modelo que supra suas necessidade básicas, é hora de organizar as finanças. Confira as dicas abaixo para comprar o smartphone, tablet, notebook ou televisão que você quer:

#1 Se planeje

Em um primeiro momento, pode parecer impossível arcar com um custo desses, mas dinheiro é um questão de organização. Você precisa saber quanto dinheiro recebe e quanto gasta para saber quanto sobra (ou falta) no final do mês. Sabendo exatamente todos os seus gastos, é possível compreender onde é possível cortar custos para economizar dinheiro – seja para juntar e comprar um aparelho à vista ou para ter dinheiro para pagar a parcela do cartão.

A maioria das pessoas não costuma fazer um controle financeiro, mas há aplicativos de celular que tornam a tarefa extremamente fácil. O Planejei é um app que faz o controle das entradas e saídas de dinheiro de maneira fácil, pois ele é sincronizado com a suas contas bancárias e sabe quando você gasta dinheiro. Além disso, ele possui uma ferramenta para estabelecer objetivos financeiros que ajuda os usuários a criar estratégias para conseguir juntar o dinheiro.

Leia também:

Como funciona a garantia e assistência técnica de eletrônicos
Quais as melhores TVs até R$ 2500?
Bom e barato: melhores notebooks até R$ 2500

#2 Parcele

Em geral, é sempre melhor comprar as coisas à vista, mas muitas vezes não é possível. A parte boa é que a maioria das lojas que vendem aparelhos eletrônicos entendem que esses não são valores fáceis de serem pagos e parcelam em até dez vezes sem juros. Ou seja, um notebook de R$ 2,5 mil reais vira uma parcela de R$250 por dez meses. Se você não tem este limite no cartão, você pode ir até o seu banco e pedir para aumentar o limite, a maioria das financeiras não exigem muito para aumentar o limite do cartão. Outra opção, é fazer um cartão de crédito em grandes redes de loja como Magazine Luiza e Americanas.

Ao fazer uma conta a prazo, confirme que realmente não há juros no parcelamento e certifique-se que você será capaz de pagar as parcelas em dia. O juros do cartão de crédito são os mais altos do mercado, nunca atrase o pagamento ou pague o valor mínimo da fatura, isso pode acabar em um efeito “bola de neve” e uma dívida grande.

#3 Contrate um crédito pessoal

Se você precisa do aparelho com urgência, como é o caso de pessoas que usam notebook e smartphone para trabalhar, e não pode usar o cartão de crédito, você pode optar por contratar um crédito pessoal.

A maioria dos bancos oferecem linhas de crédito para correntistas. Antes de contratar, sempre leia o contrato com cuidado e certifique-se que poderá pagar as parcelas. As opções de empréstimo para pessoa física mais baratas e fáceis de conseguir são:

Crédito Pessoal: é um empréstimo automático e pré-aprovado que possível realizar por um caixa eletrônico. O limite é determinado pela renda do correntista e pelo relacionamento com o banco, mas normalmente deve ser o bastante para comprar um eletrônico. A taxa de juros varia entre 3% e 7%.

Empréstimo Consignado: É uma das opções mais baratas e a única que pode ser contratada por pessoas que estão com o “nome sujo”. As taxas costumam ficar abaixo de 3% ao mês e costumam ser descontadas mensalmente diretamente na folha de pagamento.

Crédito Direto ao Consumidor (CDC): É um financiamento direcionado para compra de bens, inclusive eletrônicos. A taxa de juros média fica entre 1% e 4%.

Publicado em

Comprar televisão: como escolher

Há duas décadas atrás, você entrava numa loja eletrônicos e escolhia um aparelho de televisão baseado no tamanho da tela, marca e preço. Não havia muito mais com o que se preocupar. Atualmente o processo de comprar televisão nova se tornou muito mais complexo.

Claro, ainda é fundamental pensar no tamanho da tela, na fabricante do aparelho e no preço. Porém, há várias outras questões para levar em conta. Por exemplo, atualmente há quatro tipos de telas no mercado (Plasma, LCD, LED e OLED) e pelo menos três resoluções (HD, Full HD e 4k). Além disso, a TV pode ser Smart ou não, transmitir imagens 3D ou não, entre outros detalhes.

Se você quer comprar televisão nova, mas não sabe como escolher, continue lendo este artigo! Abaixo, há os principais pontos que você deve pensar antes de comprar um televisor, com a explicação das diferentes opções que o mercado oferece.

Tamanho da tela

Este é um dos pontos mais importantes para decidir antes de começar a busca para comprar televisão. Nem sempre a maior tela é a melhor opção. O tamanho da tela depende da distância em que o espectador vai ficar do aparelho, por exemplo: a distância do sofá para a TV. Quanto mais longe, maior deve ser a tela. Uma maneira de fazer essa conta é calcular meio metro para cada 10 polegadas da TV. Ou seja, se você irá ficar a dois metros da TV, precisa de um modelo de pelo menos 40 polegadas.

Essa conta é aproximada e pode variar um pouco para cima e para baixo. Por exemplo, se você é cinéfilo e quer ter uma sensação de imersão no conteúdo, um aparelho um pouco maior é indicado.

Além disso, vale a pena pensar na resolução na hora de decidir o tamanho da tela. Uma tela muito grande com resolução baixa irá ter pouca qualidade de imagem, podendo mostrar pixels visíveis. Ao mesmo tempo, uma televisão pequena, de 32 polegadas não deve apresentar muita diferença entre uma resolução Full HD ou 4K – a não ser que você grude o rosto na tela.

Se você continua na dúvida para comprar televisão, pode usar o Assistente de compras para calcular o tamanho de tela ideal para o seu ambiente, acesse aqui!

Tela Plasma, LCD, Led, OLED?

tv-led-ou-oled
Atualmente, há alguns tipos de tela no mercado para escolher. Os modelos com tela de Plasma tiveram seu momento de fama, mas estão saindo do mercado. Isso acontece porque, apesar de oferecer uma imagem de extrema qualidade – com fidelidade de cores e alto contraste -, este tipo de tela sofre muitos com reflexos, é pesada, gasta muito energia elétrica e é mais frágil.

A tecnologia LCD é a mais popular atualmente. Este modelo é formado por várias camadas. Uma delas, com moléculas de cristal líquido, orienta a luz que vem da camada traseira (que pode ser originada por LED, GH, TN ou STN) criando imagens de alta qualidade. Apesar da qualidade ainda ser inferior à de Plasma, este tipo ganhou o mercado por ser mais leve, mais resistente e ter um preço mais atrativo.

Dentro dessa tecnologia, as que utilizam luzes de LED se tornaram as mais populares porque oferecerem imagens mais brilhantes, gastam menos energia e são ainda mais finas. Além disso, funciona muito bem em lugar bem iluminados.

Mais recentemente, surgiram as telas OLED que são consideradas a evolução das de LED. Ela funciona com diodos orgânicos que emitem luz quando recebem uma carga elétrica. Ou seja, eles não precisam de uma luz de fundo com as LCD nem de luz natural. Como não precisa de compostos metálicos e cristais líquidos, este modelo é ainda mais fino, flexível e gasta menos energia. As imagens da tela são ainda mais nítidas, com maior brilho e contraste do que as telas de LED, além de oferecer um maior ângulo de visão. Porém, ainda é uma opção cara, com modelos a partir de R$ 7 mil.

Saiba mais:

Qual é melhor TV: plasma, LED, LCD ou OLED?

Tela curva ou plana?

comprar televisão curva
Desde que o mercado abandonou as TVs de tubo, os modelos são finos e planos. Porém, a partir 2014 o mercado começou a investir em telas curvas (côncavas). Essas telas possuem maior campo de visão, com a imagem cobrindo a visão periférica dos telespectadores e proporcionando uma maior imersão no conteúdo, com uma experiência mais rica. Porém, este efeito de imersão só funciona em telas grandes e, portanto, bem mais caras.

Além disso, este efeito de imersão é muito bem vindo para quem adora sentar no sofá e assistir filmes, série e esportes. Se você é daquelas pessoas que passa o dia com a TV ligada em diversos programas, espiando de diferentes locais da casa, a tela curva pode atrapalhar mais do que ajudar.

Saiba mais:

Devo comprar uma TV de tela curva ou tela plana?

Resolução HD, Full HD ou 4K?

resoluções tv 4k
A resolução de uma TV é medida em pixels. Um pixel é a menor unidade de uma imagem, uma minúsculo ponto que emite uma única cor – muitos pixels formar a imagem que nós vemos na tela.

A resolução HD ganhou o mercado quando as televisões de tornaram finas e planas – ela possui 1280 pixels na horizontal x 720 pixels na vertical. A resolução é satisfatória em telas médias e pequenas. Em telas grandes, a baixa densidade de pixels pode criar um efeito “pixelado”, sendo possível ver os pequenos quadrados. Aos poucos, ela está deixando o mercado, sendo possível encontrar apenas nos modelos mais básicos e baratos

A resolução Full HD é a mais comum. Ela oferece 1920 x 1080 pixels, uma imagem com mais qualidade e nitidez. Atualmente, a maioria das telas (seja TV, computador ou smartphones) são Full HD.

Agora, as TVs 4K (ou Ultra HD) estão entrando no mercado. O nome faz referência ao número de pixels, quase quatro vezes mais que a Full HD: são 3840 x 2016. A resolução sem dúvida é superior, mas é importante ressaltar que o olho humano só consegue perceber a diferença entre o Full HD e o 4K em televisões grandes, com telas superiores a 50 polegadas. Além disso, ainda há pouco conteúdo em resolução 4K e se você assistir um conteúdo Full HD em um aparelho 4K, não fará nenhuma diferença.

Saiba mais:

Resoluções Full HD, 4K, 8k: qual a diferença?
Devo comprar uma TV 4k?

Comprar TV Smart ou não?

Aos poucos está se tornando mais comum televisões com conexão à internet do que sem. Os aparelhos mais modernos possuem conexão Wi-Fi e conexão LAN. Um modelo com conexão à internet permite que você veja conteúdos via streaming online, em aplicativos como Netflix, Youtube e de canais tradicionais da TV à cabo. Estes modelos também oferecem acesso a jogos sem necessidade de console, fazem streaming de músicas e se integram à smartphones, tablets e computadores com facilidade.

Porém, se você realmente só quer assistir a TV aberta ou à cabo, pode procurar uma TV que não seja Smart e economizar dinheiro.

Sistema operacional de Smart TV

Melhor Smart Tv
Uma TV smart é como um computador e funciona com um sistema operacional, como o seu computador funciona como Windows, OS ou Linux. Os principais sistemas são WebOS, Android TV, Tizen e o Firefox OS.

O WebOS é o sistema da LG. Ele é famoso por ser campeão em usabilidade, sendo fácil e rápido de navegar. Além disso, ele vem com o controle Smart Magic, que funciona como um controle Wii e como um mouse de computador.

O sistema Android TV é famoso por ser uma versão do popular sistema para celulares e tablets. O principal diferencial desse sistema é ter acesso à loja de aplicativos do Google, com disponibilidade de uma enorme variedade de aplicativos. Além disso, o Google Now oferece um ótimo controle de voz. As marcas que usam esse sistema no momento são a Sony e a Philips.

O Tizen é o sistema das TVs da Samsung. Apesar de ter poucos aplicativos, ele possui um design clean e ágil e possui o Samsung Smart TV games que dá acesso a muitos jogos populares sem a necessidade de um console.

Por último, o Firefox OS é conhecido por ser o mais bonito dos sistemas, além de ser facilmente personalizado. O sistema, usado pela Panasonic, possui dois problemas: a pequena variedade de apps e o receio de que o sistema seja descontinuado no futuro.

Saiba mais:

Como escolher o melhor sistema para Smart TV e porque isso importa

TV 3D ou não 3D?

melhor-tv-3d
Apesar de ter ganho muito destaque no começo desta década, a tecnologia 3D se tornou apenas mais uma funcionalidade da TV. A principal questão é que há poucos conteúdos disponíveis em três dimensões.

Se você é um cinéfilo que gosta de efeitos especiais ou um gamer que gosta de explorar novas tecnologias, o 3D pode ser uma boa pedida. Em outros casos, ele pode apenas deixar o aparelho mais caro sem acrescentar muito no dia a dia.

Saiba mais:

Televisões 3D: saiba como escolher

Melhores marcas de TV

Há 6 principais marcas de TV: LG, Sony, Samsung, Philips, Semp Toshiba e Philco. A LG costuma oferecer um bom custo benefício e um bom atendimento ao cliente. A Samsung é famosa por inovar e apresentar tecnologia de ponta, além de possui ótima integração com outros dispositivos da marca. Porém, o atendimento ao cliente deixa a desejar.

A Philips ficou um pouco para trás na transformação do mercado de televisores, mas soube se reinventar. Hoje ela produz bons aparelhos com menos gastos de energia e um ótimo atendimento ao cliente. A Sony é famosa por oferecer aparelhos de alta qualidade de imagem e processamento e um preço compatível e salgado. Além do preço alto, o atendimento ao consumidor não é dos melhores.

A Philco é uma empresa que oferece bons produtos básicos e intermediários por um preço acessível. O atendimento ao cliente costuma ser bastante elogiado. Por último, a Semp Toshiba é outra que, apesar de não se destacar em inovação, oferece bons aparelhos por um preço acessível e um bom atendimento ao consumidor.

Saiba mais:

Qual a melhor marca de TV e Smart TV?

Outros detalhes

Além das questões tratadas acima, vale a pena ficar atento a algumas outras questões como brilho, taxa de contraste e taxa de atualização, que também interferem na qualidade de imagem. Para completar, alguns modelos costumam trazer ferramentas e tecnologias que prometem melhorar a imagem e o som. Vale ficar atento. Por último, é importante prestar atenção na conectividade da TV, quantas entradas HDMI e UBS oferecem, se o UBS é 3.0 ou 2.0, entre outras possíveis entradas.

Comprar televisão com Assistente de Compras

Sim, são muitos os detalhes para comprar TV nova e as opções disponíveis, certo? Por isso criamos o Assistente de Compras que torna a escolha da sua TV nova muito mais fácil e divertida. Depois de algumas perguntinhas sobre o uso que você pretende fazer da TV nova, recomendamos o modelo exato que tem mais afinidade com você. Simples assim! Experimente o Assistente Shoptutor!

Leia mais sobre TVs:

Quais as melhores televisões até R$ 2500?
Como escolher o suporte ideal para sua TV
TV Digital: o que é e como usar
Como funciona a assistência técnica e a garantia dos eletrônicos

Na dúvida para escolher uma TV nova?
Experimente o Assistente de Compras do Shoptutor!

Encontre Sua TV nova!